sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Nostalgia


Esta foto mostra-nos o jardim (sala de visitas) de entrada no Songo a quem chega de Carmona, hoje Uíge. Está um pouco diferente, vemos equipamento social para crianças, o que é bom.
Recordo que no tempo em que por lá estive tinha mais verde. Ao fundo, do lado esquerdo vê-se o edifício da Secretaria da Administração bem conservado e mantem a mesma cor. Ao fundo e também do lado esquerdo vemos uma mancha verde: é uma frondosa mangueira que se encontra nos terrenos do quartel (julgo saber que ainda se mantém, embora um pouco abandonado), onde no início dos anos setenta, primeiro a ONZIMA e depois a Cart 6553/OS FANTASMAS vivemos. Por último vê-se em fundo a Serra do Uíge.
Perdoem-me a nostalgia, mas sinto saudades desta paisagem.



 Todos os que passamos pelo Songo nos lembramos deste Monumento, também ele bem conservado.

O mesmo Monumento, faltam algumas letras que reproduzimos: PIONEIROS




Quem se lembra desta casa? Eu, confesso, já não me recordo.





As fotas de cima foram tiradas recentemente pelo Ernesto – nascido no Songo a quem agradecemos a gentileza de as partilhar connosco.
No nosso tempo era assim




Cá está, mais verde, o Monumento e à esquerda, ao fundo, o edifício da Administração.






Este é o quartel e a mancha verde que se refere em cima são estas mangueira.
As duas fotos de baixo são do meu arquivo pessoal 73/75.

4 comentários:

  1. Todas as fotos são novas para mim no meo tempo era muito diferente 1965

    ResponderEliminar
  2. Olá camarada!
    Pois é, as coisas evoluíram no Songo, naquele tempo!
    Espero que também, hoje, continuem a evoluir? Para bem dos songuenses.
    Um abraço e até sempre.

    ResponderEliminar
  3. A fota de baixo sera o nosso barbeiro? que me esqueci o nome
    José Ribeiro

    ResponderEliminar
  4. Olá, José Ribeiro!
    Não. Não é o barbeiro. É o alferes comandante dos flechas, lamento mas também não me lembro do nome. A ele, as minhas desculpas.

    ResponderEliminar

Deixe aqui o seu comentário: