segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Lançado método "sim eu posso" no combate ao analfabetismo



Sessenta oito facilitadores e quatro supervisores afetos aos municípios do Uíge, Negage, Songo e Quitexe, província do Uíge, vão participar, numa primeira fase, na campanha de implementação do método de alfabetização denominado "Sim eu posso", cuja cerimónia de abertura aconteceu hoje.

Discursando na cerimónia de abertura, a representante do diretor provincial da educação, Alexandre Canica António, referiu que o método "sim eu posso" adaptado à realidade angolana consiste na combinação de cartilhas, uma para o educador e outra para o aluno, assim como de vídeo-aulas, facilitando a aprendizagem da escrita e leitura.
"Acreditamos que o protocolo de cooperação assinado pelo governo angolano, a esse propósito com a Cuba, vai contribuir para o sucesso do método, para que até 2017 se possa declarar Uíge território livre do analfabetismo", augurou
Para o responsável, a alfabetização é um dos instrumentos poderosos para a erradicação da pobreza e garante a melhoria das condições de vida, enaltecendo ainda o engajamento do Presidente da Republica, José Eduardo dos Santos, nesse sentido.
Alexandre Canica António exortou igualmente aos facilitadores e superiores do programa, assim como outros autores diretos e indiretos, para maior empenho e dedicação na aplicação desse instrumento bastante valido contra o analfabetismo.
Para o êxito do processo prevê-se, numa primeira fase,  a abertura de 900 salas de alfabetização, a nível da província.
Fonte: ANGOP em 15 Agosto de 2014