sábado, 29 de outubro de 2016

PENSÃO A EX-COMBATENTES DO SONGO!!!

CART. 6553
Não, não estou a delirar, é mesmo isto.
Não era este o post que tinha pensado para hoje! Mas, ao passar os olhos pelas “notícias do Songo”, dei com esta preciosidade:
Não é que os antigos combatentes de lá, do Songo, beneficiam uns, e estão a caminho de beneficiarem outros, isto é, de se corrigir um erro, recebem uma pensão pelo facto de o serem (ex-combatentes)! Ah! Songo! Songo!

Abstenho-me de fazer outro tipo de comentários para que, alguns, não digam que sou antipatriota. Leiam, camaradas de armas, a notícia que aqui transcrevo:


ANGOP
28 Outubro de 2016 | 15h57 - Actualizado em 28 Outubro de 2016 | 15h57
Uíge: Mais de 200 antigos combatentes beneficiam de pensão no Songo

Songo - Duzentos e 10 Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, do município do Songo, a 40 quilómetros a norte da cidade do Uíge, estão a realizar prova de vida para doravante beneficiaram de pensão.
Songo - Duzentos e 10 Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, do município do Songo, a 40 quilómetros a norte da cidade do Uíge, estão a realizar prova de vida para doravante beneficiaram de pensão.
O cadastramento dos candidatos à pensão começou nesta quinta-feira e está a ser orientado por uma equipa do ministério dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria que se deslocou ao município do Songo com este propósito.
Em declarações hoje, sexta-feira, à Angop, o director provincial dos antigos combatentes e veteranos da pátria do Uíge, Garcia de Carvalho Fanana, que acompanha os trabalhos, deu a conhecer que o sector que dirige controla a nível do município do Songo, 370 pensionistas que já recebem as pensões, associados com os dos municípios de Ambuíla, Bembe e Mucaba.
“Desta vez, a prova de vida é articulada tanto para os pensionistas como para os pré-candidatos ao recenseamento. São nossos elementos que trataram os processos há um tempo a esta parte, mas por várias razões não estão no processo de pensão”, explicou.
Acrescentou que durante o processo que decorre sob orientação superior, vai se destrinçar os pensionistas dos restantes municípios para cada grupo seja controlado na sua área de jurisdição, a julgar pelo crescimento vertiginoso de candidatos em todos os municípios da província.
Manifestou a intenção de no mês de Janeiro de 2017, se implementar os projectos ligados a agricultura e alfaiataria, com a plantação de grandes quantidades de bananal, mandioca, cana-de-açúcar, gergelim, feijão e outros com o apoio de uma máquina de lavoura, tendo em vista a contribuir na diversificação da economia e angariar  fundos para os pensionistas.
Anunciou igualmente, que os pensionistas do município do Songo poderão ser contemplados com habitações logo que a situação económica e financeira do país conheça melhorias.

O município do Songo é um dos 16 municípios da província do Uíge, contém 2.800 quilómetros de extensão, divididos por uma comuna, 13 regedorias e 81 aldeias e conta com uma população de 62.632 habitantes, segundo os dados do Censo de 2014.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe aqui o seu comentário: